Motivação da equipa leva à melhor Performance da sua empresa

Numa altura em que as notícias se bi-polarizam entre a recessão e os casos mediáticos do país, importa perceber que medidas são necessárias à motivação dos colaboradores e como chamá-los a ser mais pro-activos na empresa.

Já pensou na equação da motivação e da performance?

É muito simples! Se a equipa estiver muito motivada, terá um melhor desempenho; uma melhor performance traduz-se na sensação de dever cumprido e aumenta a motivação.

Mas esse “clique” começa no líder, através da comunicação e da interacção com cada colaborador. A lealdade e a responsabilização da equipa são funções do compromisso do líder. Será que o grande desafio está em perceber o que motiva a equipa?

Como vão os ânimos na sua Empresa?

De entre as habituais barreiras à motivação, destacam-se:

1. Dimensão da empresa

Nas grandes empresas deparamo-nos com o desafio acrescido de chegar a cada colaborador, o que implica dispor de toda uma estrutura para gerir a carreira e criar oportunidades a cada indivíduo. Nas empreas de pequena dimensão, por sua vez, as perspectivas poderão ser menores, ou menos claras, tornando-se difícil fazer assegurar um plano de formação ou de desenvolvimento individual.

2. Requisitos da Função

Cada pessoa gosta do que faz? Tem competências técnicas e funcionais adequadas à função que desempenha? Conhecemos a carga de trabalho de cada colaborador? A falta de atenção a estas situações pode fazer a diferença entre o ressentimento e a frustação.

3. Remuneração

Já alguma vez teve algum empregado que falasse do respectivo salário a não ser para comentar que era baixo ou injusto face ao desempenho do colega do lado?

4. Formatação profissional

A pré-formatação que os recursos trazem quando chegam às empresas nem sempre ajuda, quer em termos de experiência profissional, quer em termos de ambiente e enquadramento no trabalho.

5. Preconceitos e estilos de liderança

O estilo “macho-man”, a postura Rambo ou qualquer outra que resulte em distinções na equipa, apesar de por vezes apetecíveis, constituem uma barreira indiscutível à motivação e ao empenho para atingir resultados.

Se reconhece alguns destes “sintomas” na sua empresa, aqui ficam algumas dicas para ligar o botão ON da sua equipa e fazer a motivação acontecer:

i. Melhore a Liderança, seja mais assertivo e equacione responsabilizar mais os elementos chave da equipa; avalie a criação de chefias intermédias ou “Champions” nas áreas de negócio.

ii. Questione a equipa, conheça os pontos de insatisfação e as resistências à mudança, esteja atento a sugestões e às novas ideias.

iii. Repense a Estratégia de RH ou, se não a tiver, defina uma.

iv. Conheça as Melhores práticas, inspire-se no que as outras empresas estão a fazer para motivar os seus recursos.

v. Defina Processos e Procedimentos, porque nada acontece se não estiver definido. E se não estiver definido, também não pode ser medido!

vi. Premeie os melhores, os que mais contribuem para os resultados.

vii. Enfrente os obstáculos, leve-os a sério, porque não vão desaparecer por si.

viii. Seja positivo e franco, para conquistar a confiança da sua equipa.

Apostar na Comunicação

Investir na comunicação interna não é, de todo, uma perda de tempo. Não se trata de meramente falar mais com cada um, mas de assegurar que cada indivíduo está consistentemente em sintonia com as prioridades e necessidades do negócio.

Facilite a comunicação em equipa, de forma regular, sistemática e, de preferência, presencial, para poder ouvir…

Gerir a Performance: controlar ou motivar?

Torna-se cada vez mais essencial dispor de um sistema de avaliação de performance que, por mais simples que seja, permita, na perspectiva interna, aferir como a equipa está a desempenhar as suas funções.

Os critérios de avaliação de desempenho, habitualmente designados por KPI’s (Key Performance Indicators), poderão ser de equipa ou individuais, devendo no último caso estar alinhados com as funções específicas de cada um.

Medir a performance serve, em primeira instância, o propósito de sabermos como estamos a operacionalizar a estratégia da empresa e o grau de sucesso do atingimento dos objectivos a que nos propusemos. Paralelamente, permite-nos identificar áreas de melhoria e corrigir atempadamente.

E dota-nos, sem dúvida, de uma ferramenta objectiva para premiar quem se distingue no desempenho da sua função.

É que celebrar os sucessos é preciso!!!

Add Comment