Como tornar a sua empresa dinâmica e divertida?

Se o mercado não está neste momento a falar da sua empresa, por alguma razão é. Ou porque parou no tempo, ou porque não inova nos produtos/serviços, ou porque a equipa não é dinâmica.

E como colocá-la na ribalta de novo? Como tornar a sua empresa dinâmica e divertida?

Há duas maneiras de trabalhar as empresas chatas e maçudas:

– Apostar na visão que o mercado tem da empresa e alterar a postura e o modo de ser;
– Trabalhar a equipa interna, que muitas vezes transporta o pessimismo para o exterior.

Visão da empresa

Por vezes, o dinamismo que certas empresas imprimem nas suas acções, agita o mercado, causa burburinho, mas depois nada aparece de modo consistente. São manobras de diversão da concorrência que podem dar resultados em certos casos, podendo ser um pouco arriscadas noutros.

Não basta parecer, é preciso também ser…

– Mude um pouco a imagem da sua empresa, tentando adequar essa imagem ao grupo alvo de clientes a que se destina;
– Aposte na diferença e na inovação;
– Aposte na divulgação em massa da sua empresa, mas esteja preparado para investir. No que respeita a anúncios nos media, os valores são elevados, mas para ter alguma garantia de retorno tem de apostar na consistência e na repetição;
– Já os anúncios na Internet são muito mais baratos do que nos média e consegue-se medir exactamente os resultados.
– Crie uma estratégia Guerrilha, que permite alavancar as suas acções de marketing, mas de baixo custo. Estamos a falar de newsletters, e-mails, sms, cartas, postais, flyers, entre outros;
– Faça um inquérito aos seus actuais clientes e tente saber o que ELES considerariam como inovação. Os seus clientes sabem como a sua empresa deve aumentar o dinamismo;
– Aposte nos seus actuais clientes e crie um programa de premiar referências;
– Participe em eventos de networking presenciais;
– Seja uma presença constante na internet. Não basta ter um site, crie uma imagem dinâmica através da criação/participação em blogs, Plaxo, Xing, Hi5, Orkut entre outras redes de contactos;
– Para deixarmos de ser quadrados, temos de pensar fora da caixa!

Equipa da empresa

Os colaboradores espelham muitas vezes o real estado das empresas. Andam cabisbaixos, desmotivados, queixando-se da falta de trabalhos ou do excesso dos mesmos… de qualquer modo, queixam-se. Observamos inclusivamente um pânico estampado na cara dos comerciais. O grande desafio é inverter esta postura de modo transversal na organização:

– Invista num evento de motivação. Os jogos abordados podem espelhar os problemas experimentados na empresa. Um bom briefing e um bom debriefing são importantíssimos para criar âncoras positivas na equipa;
– Crie uma rotina de reuniões periódicas com a equipa para dinamizar a actividade e fazer com que haja um espaço de partilha entre todos;
– Implemente a Caixa de Ideias, onde tudo é válido e não há censura;
– Crie planos de acção e objectivos muito SMART para a sua equipa. Um passo de cada vez, mas um passo seguro, que permita crescer de modo consistente;
– Desenvolva um plano de incentivos e premeie a inovação. Consideramos inovação a criação de produtos/serviços novos, mas também novas maneiras de se fazer algo dentro da empresa, algo que represente maior rentabilidade e menos custos.

Add Comment